Home Posts GOIANA QUE TEVE OLHOS PERFURADOS PEDE PROVIDÊNCIAS AO CONGRESSO NACIONAL

GOIANA QUE TEVE OLHOS PERFURADOS PEDE PROVIDÊNCIAS AO CONGRESSO NACIONAL

 
Secretaria de segurança e Ministério Público de Goiás são criticados no Senado
 
Goiás torna-se o “centro da violência e estupidez” contra mulheres, com o caso da jovem Mara Rúbia Guimarães, que teve os olhos perfurados pelo ex-marido; nesta terça-feira, 5, o caso foi apresentado ao Congresso Nacional por um grupo de parlamentares, Mara Rúbia recebeu solidariedade de vários deputados e senadores. O caso  emocionou  vários parlamentares que ficaram assustados com a estupidez e crueldade do crime.
 
Da tribuna várias senadoras manifestaram apoio a Mara Rubia e criticaram o Ministério Público do Estado de Goiás por ter emitido parecer considerando que o ex-marido não teve a intenção de matar a vítima, que teve os olhos perfurados e perdeu parcialmente a visão.
As senadoras e deputadas, criticaram o chefe da segurança pública goiana e reclamaram muito da ação do MPGO. A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) reclamou da falta de ação do Ministério Público do Estado de Goiás e da Secretaria de Segurança do Estado de Goiás que não tomaram nenhuma providência para o caso mesmo após terem sido solicitados pelas Procuradorias da Mulher da Câmara e do Senado.
No mesmo sentido, a senadora Ana Rita (PT-ES), presidente da Comissão de Direitos Humanos, criticou o Ministério Público de Goiás por tentar, segundo ela, “desqualificar o caso de Mara Rúbia, como se não fosse tentativa de homicídio, mas apenas de lesão corporal”.
O caso da goiana Mara Rúbia tomou conta das discussões na Câmara e Senado. Ladeadas por várias parlamentares de diversos partidos, dentre elas a deputada federal Marina Santanna-PT, Lúcia Vânia-PSDB e Iris Araújo-PMDB, todas denunciaram que o crime contra Mara Rúbia, demonstra a banalização da vida das mulheres no país e exigiram providências.
No Senado Federal, o presidente da Casa Renan Calheiros-PMDB,  anunciou  que irá  tratar do assunto com o ministro da Justiça, Eduardo Cardozo, em reunião que ocorrerá nesta quarta-feira (6), no Palácio da Justiça. Renan disse que irá tratar o CASO MARA RÚBIA com o  procurador-geral de Justiça Rodrigo Janot Monteiro de Barros, pedindo providências quanto às denúncias com relação ao posicionamento do Ministério Público de Goiás no caso de Mara Rúbia. O CEVAM – Centro de Valorização da Mulher – foi responsável em acolher e defender Mara Rúbia e recebeu elogios das parlamentares, por denunciar o caso e cobrar justiça.
 
 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -

Mais Lidas